Resenha: Entre a culpa e o desejo



Entre a culpa e o desejo vai contar a história de Cross e Pippa. Ele, um duque que conseguiu o título de forma trágica, com a morte do irmão numa viagem que ele deveria ter feito, o que o levou ao autoexílio no submundo de Londres e, posteriormente, a ser um dos quatro sócios do Anjo Caído, o maior e mais exclusivo cassino da Inglaterra.

Cross vive a vida que escolheu. Dorme no próprio escritório atolado de objetos e livros, é cercado por belas mulheres. Mas nem tudo é o que parece, pois ele vive em celibato desde a morte do irmão, seis anos atrás, como uma forma de punição pelo que aconteceu.

A vida tranquila de Cross é abalada quando, certo dia, acorda com uma lady em seu escritório. A criatura estranha e inteligente de óculos é nada menos que Phillipa Marbury, cunhada de um dos seus sócios, Bourne, casado com Penélope (casal do primeiro livro da série clube dos canalhas – Entre o amor e a vingança). Se a presença dela não fosse por si só motivo de estranheza, as razões da lady para procurá-lo, o deixa em choque. Pippa vai se casar dentro de suas semanas com lorde Castleton e quer aprender sobre o que acontece entre marido e mulher.

Pippa é uma cientista talentosa que ama horticultura. Mas que não se dá muito bem no quesito emoção. Ela conhece os votos que terá que fazer no casamento, mas não sabe como será na prática. E como cientista, quer aprender o máximo que puder e elege Cross como seu colega de pesquisa. Cross a acha louca, mas a cada encontro fica mais e mais ligado a essa mulher intrigante que é muito mais do que aparenta. Ele a evita o quanto pode, mas o desejo entre eles se torna cada vez mais intenso, assim como a necessidade dele de protegê-la de pessoas mau intencionadas, e dela própria, que com sua inocência se mete em várias enrascadas.

Amei o livro. Assim como o primeiro da série, é cheio de reviravoltas e tem uma narrativa que não nos permite largá-lo com facilidade. Cross é um cavalheiro em todos os sentidos. Ele se culpa pela morte do irmão e os problemas da irmã, mesmo tendo sido renegado pela família e tendo ele mesmo se afastado de todos. É essa culpa, inclusive, que atrapalha o romance, pois ele acha que não merece ser feliz.

Na minha experiência, personagens que pensam assim são os que mais merecem ser amados. E Pippa também merece mais que um casamento por conveniência, ainda que o noivo seja agradável. Ela merece amar e ser amada.

Faltam dois livros da série que eu consegui através da assinatura da Amazon Prime. Mas pelos dois primeiros livros já sei que os dois últimos, do Temple e do Chase, valerão a pena. Ao todo serão 1500 páginas de muito amor e confusão no século XIX.

0 visualização

RECEBA MEUS EMAILS COM NOVIDADES E PROMOÇÕES

© 2019 Cristiane Broca

  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon